ILHA DO CARDOSO SP | PREPARAÇÃO DO ROTEIRO TURISMO DE VALOR

A ILHA DO CARDOSO  SP

ONDE FICA:

Em Cananéia, extremo sul do litoral de SP, muito perto do Paraná

COMO CHEGAR: saindo de Campinas vamos até Registro total de 244 km e depois seguiremos até Pariquera-Açu no caminho e na sequência atravessando a ponte do Mar Pequeno chega em Cananéia.

Para chegar na Ilha do Cardoso o acesso é feito de barco a partir de Cananeia (deixe o carro na cidade; há vários estacionamentos).  

Dá pra fazer a travessia para a Ilha do Cardoso de dois jeitos: de escuna ou de voadeira.

A primeira opção é a mais barata (R$ 25,00 por pessoa por trecho), mas tem poucas opções de horário (geralmente a saída é de manhã) e demora três horas. De voadeira custa o dobro (R$ 50,00), mas em 50 minutos você chega lá. Tem vários barqueiros que fazem a travessia (ficam na beira mar).

Tem que ter pelo menos 4 pessoas pra fechar esse valor, mas dá pra juntar alguém na hora mesmo.

COMO SÃO OS MORADORES:

A comunidade do Marujá está localizada na restinga sul do Parque Estadual da Ilha do Cardoso. Atualmente, residem nesta comunidade 51 famílias, com aproximadamente 170 pessoas, com características tradicionais caiçaras.

Os moradores locais vivem principalmente da pesca e hoje se tem o turismo como suplementação de renda.

O QUE TEM LÁ: é um local mais Isolado e com contato direto com a natureza

são 18 quilômetros de praias desertas, cachoeiras e trilhas pela Mata Atlântica preservada

– cerca de 90% da ilha está em área de proteção.

Existe o Parque Estadual da Ilha do Cardoso É considerado um dos maiores criadouros de espécies marinhas do Atlântico sul, sendo prioritária a sua conservação.

ONDE FICAR?

Tem quem vai e volta pra cananéia, passa apenas o dia, mas nós queremos ficar alguns dias para explorar, afinal de contas estamos viajando devagar.

Tem campings, pousadas e casas de moradores que alugam quartos, então acredito que essa será a nossa opção 😉

Dá pra ligar na Associação de Moradores (13) 3852-1161 e perguntar em que pousada tem vaga, pra facilitar. É o jeito mais fácil! =) Tem também o site da Associação aqui.

http://redecaicaradeturismo.com.br/?Maruja

PASSEIOS INTERESSANTES:

A ilha é dividida em núcleos – o principal é o do Marujá, onde fica a maior “estrutura” da ilha (restaurantes, pousadas, forró), mas também há outros como o Perequê, no nordeste, ou o Pontal do Leste, na extremidade sul da ilha.

A lateral ocidental da ilha é formada por manguezais – as principais praias e trilhas ficam do outro lado, no Oceano Atlântico.

O QUE NÃO TEM LÁ: internet, energia elétrica, alguns lugares tem geradores e outros energia solar.

FATOS CURIOSOS:

Existem 6 comunidades caiçaras no Parque. Com forte influência cultural indígena, desenvolveram um apurado conhecimento da natureza. São formadas em sua maioria por pescadores que, atualmente, têm o turismo como fonte substancial de renda.

São encontrados numerosos sambaquis (sítios arqueológicos), ruínas da ocupação humana a partir do período colonial e um marco do tratado de Tordesilhas, que também garantem grande importância histórica ao Parque.

 

Grande abraço

Érika Prado

O QUE VOCÊ ACHA? ESCREVE AÍ PRA GENTE!

comments

About The Author

Erika Prado

Curiosa, Mãe, Aprendiz, Turismóloga, Especialista em Construção de Negócios Digitais, apaixonada pela internet, por novas ideias, e pela vida!

QUEM SOMOS

Olá, somos Érika, Valmiro, Mallu, Elis e Princesa - Decidimos viver de forma diferente da maioria das pessoas e deixar nossas rotinas de uma vida fixa e limitada geograficamente para Viajar o Mundo a Longo Prazo, começando por nossa cultura, pelo nosso Brasil! ...e ainda DOCUMENTAR os fatos mais incríveis gravando VÍDEOS para o Youtube para compartilhar com você nossas experiências de toda essa MARAVILHOSA Expedição de volta ao Mundo! 

INSCREVA-SE NO CANAL


OUÇA AGORA

NAVEGUE POR AQUI

Comece Você também seu Negócio Online

ACEITAMOS DOAÇÕES

Você pode Doar qualquer Valor
Clique Abaixo!